Pages

27 de fev de 2011

Bruna Surfistinha: a saga

Eu sei, pessoal, sumi. E já começo me desculpando, ok? Semana de trabalho intenso + desânimo (é, acho que sou meio depressiva às vezes - será que sou distímica?). A mudança de hábitos está uma droga, voltei à estaca zero, e a compulsão alimentar voltou a bater à porta - mas não vou deixar ela entrar não!

Ontem queria ir assistir a uma peça dos Melhores do Mundo. Mas como estava lotada para o fds, o jeito foi ir ao cinema. Estavam todos curiosos para assistir Bruna Surfistinha. Optamos por um cinema num shopping vazio da cidade. Vazio?? O que??? Estava dando voltas, e na nossa vez de comprar ingresso, só tinha um (éramos um grupo de 7).

Resolvemos tentar um cinema no Iguatemi, mais caro e mais longe (é, somos perifa!!), corremos que nem uns loucos pra pegar a sessão das 22h. Não adiantou, só tinha vaga para a sessão de 00:20. Compramos e esperamos, fazer o que?

Tentamos lanchar, quase não conseguimos, os poucos restaurantes da minúscula praça de alimentação daquele enorme shopping (quem já foi ao Iguatemi Brasília sabe o que quero dizer) já estavam fechando, tivemos que nos contentar com batatas recheadas e Marietta's. E ficamos lá papeando, dando tempo, pacientemente esperando, para...

Assistir o pronográfico, nojento, trash e triste Bruna Surfistinha! Sim, detestei o filme, e me arrependi de ter protagonizado toda essa saga para satisfazer a minha curiosidade em relação à história dessa menina de classe média que resolveu se tornar prostituta. Não sei se tenho dó, ou se acho que ela tinha mesmo era que sofrer nessa vida que escolheu. E também achei o filme apelativo, poderia ter contado a história de outra forma, não precisava de tantas cenas pesadas. E a classificação indicativa é de 16! Deveria ser 18! Se fosse crítica de cinema, eu daria uma estrela!
Em tempo: a atuação de Deborah Secco me surpreendeu! Ela realmente entrou de cabeça na personagem. Fora isso...

3 comentários:

  1. Oi! Olha, sem pressa na sua foto! Se der pra tirar com o celular tá beleza!

    Sobre a Bruna Surfistinha. Eu acho assim. Vendeu porque é baixaria, e ninguém (oi?) estava esperando um livroo com baixaria, daí todo mundo correu ver que merda é essa.

    Fora que homem é tudo idiota e fica idolatrando, né?

    Eu não li o livro, não vou ver o filme, e acho ela uma idiota. Quer dizer, fora a parte de ganhar dinheiro com a idiotice alheia, né? Aí ela está certíssima.

    Mil beijos
    (ah, e pensa assim, se o filme foi ruim, pelo menos o passeio foi legal, né? Vai dizer?)

    ResponderExcluir
  2. Ainda bem que não sou uma voz dissonante na crítica a esse filme. E a mídia lança com estardalhaço, como se fosse obra de arte! Bom, mas acho que é pq eu não gosto da Déborah Secco, rsrsrs.
    E vc pediu, tá lá. No Flickr tem um álbum só da custom da Mel, que aliás, ganhou uma irmãzinha, rsrs.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. concordo com você, esse filme é para idiotas que curtem pornografias odiei e sem falar na atriz Débora Seco que é um horror atuando, mas ela combinou bem com a personagem.

    ResponderExcluir

Free Blog Template by June Lily
Real Time Analytics