Pages

22 de mai de 2012

O check-up que virou tratamento para obesidade

Imagem: farmaciaesaude.blogspot.com.br 
Hoje fui com o "amor" fazer um check-up de rotina. Abri o caderninho do convênio e marquei consulta com um clínico qualquer. Ao chegar no consultório do dito cujo, vi que lá também faziam diversos tratamentos estéticos, como peeling, preenchimento, mesoterapia, etc., e logo me animei.

Na ficha que preenchemos na recepção, a pergunta cruel já foi feita logo de cara: por favor, informe seu peso e altura. Ok, verdade seja dita, estou gorda, nem preciso informar meus dados para que isso seja constatado, basta olhar pra mim.

Adentramos o consultório. Consultório pequeno, mas legal. Carteirinha de conselheiro do Conselho de Medicina debaixo da mesa de vidro. Seria proposital? Não, que isso, imagina! (risos).

O  médico olhou o "amor" de cima abaixo, fez umas perguntinhas básicas e passou a lista de exames. Olhou pra mim, fez a observação esperada ("você está acima do peso..."), eu relatei minha via crúcis de enfermidades pré-existentes e medicamentos de que faço uso, e por fim ele "deu a louca". Digo isso porque ele foi logo dizendo pra eu parar de tomar os remédios que tomo para enxaqueca e começar a tomar um outro que ele ia receitar, bem mais barato, com efeitos colaterais mais brandos e resultados semelhantes. Fiquei com o pé atrás, afinal faço acompanhamento com neurologista há uns 5 anos.

Depois ele me encarou por uns três segundos e perguntou: "você quer remédio pra emagrecer?". Automaticamente respondi que sim, sem nem pensar, não sei nem porque. Acho que fiz como qualquer gordo faria. Agi por instinto, risos. Daí ele começou a rabiscar o papel. Rabiscava, parava, pensava, rabiscava mais um pouco. E enfim, eis o que me prescreveu:

  • Inderal 40 mg - para a enxaqueca
  • Exodus 10 mg - para ajudar a controlar a ansiedade
  • Biomag - sim, a tal da sibutramina, para controlar o apetite
  • Manipular: gymena silvestre, glucomannan, espirulina e tiratricol (este último, conforme já pesquisei, é tipo um "imitador" do hormônio da tireoide - meeedo)
Ao mesmo tempo que me deu vontade de tomar esses trecos, fiquei um tanto quanto ressabiada. Afinal, não se para assim um tratamento que se vem fazendo há anos, né? Acho mais prudente conversar com meu neurologista e ver o que ele pensa a respeito. E tentar filtrar a resposta dele, pois logicamente ele não vai gostar dessa interferência, hahaha.

O segundo ponto é a questão de tomar remédios para ajudar no processo de emagrecimento, propriamente dita. Claro, tomar remédios sem praticar atividade física e sem um programa de reeducação alimentar de nada adianta, isso já estou careca de saber: a gente engorda tudo de novo depois que para com a medicação. Isso já aconteceu comigo, inclusive. Não é com isso que estou preocupada, mas sim com os efeitos colaterais dos remédios. Será que vale a pena? Bate um medinho, sabe?

Por outro lado, seria bem legal um empurrãozinho. Ainda mais quando se tem pressa e a ideia de se passar um ano ou mais para emagrecer tudo o que precisa lhe atormenta - especialmente quando se planeja ter um filho o mais rápido possível, afinal, mulher tem prazo de validade, né. Captaram o drama?

Bom, tô aqui sem saber exatamente o que fazer. Digerindo tudo. 
Vou viver um dia de cada vez e tentar controlar assim minha ansiedade.
Esperar com calma (ou com a calma que me for possível, kkk) a consulta com o neuro e ver o que ele acha dessas ideias desse doutor. E perguntar pra minha psico online o que ela acha dos remédios pra emagrecer.

E vocês, o que acham?

Inté!

5 comentários:

  1. Oi flor!

    Então, quando a obesidade está numa fase muito critica digo obesidade morbida com imc acima de 40 eu sempre indico pras pessoas a cirurgia, pois sou operada e minha vida se transformou depois disso!
    Agora se esse não for o teu caso, eu digo com toda certeza pra ti, procure uma nutricionista + psicologa+endocrinologista e faça um tratamento, porque remedio emagrece mas tem um preço, e dependendo da sua saude pode ser alto demais.
    Digo isso porque quando fiz meu pre operatorio a psicologa e a nutricionista me falaram muito sobre os remedios pra emagrecer,porque eu tomei muitos anos e o efeito em mim foi so engordar dobro, mas tem gente que desenvolve doenças serias como diabetes,pressao super alta, e até problemas neurologicos serios.
    Então por mais "atraentes" que sejam os remedios, faz um esforço e não entra nessa vida não...
    Tudo tem solução seja uma cirurgia ou um tratamento medico, mas sem medicação.

    Abços querida e otima semana pra vc!

    ResponderExcluir
  2. eu acho assim (curta e grossa)

    1 - marque consulta com o neurologista (que já te conhece, né amiga?) Conte pra ele que vc foi fazer "checkup" e pergunte o porque das coisas.

    2 - larga mão de preguiça e não caia no conto do 'remédio para emagrecer'

    =D ajudei?

    ResponderExcluir
  3. Meu blog mudou de endereço: http://www.candyblogbr.blogspot.com.br. Passa lá!

    ResponderExcluir
  4. Muito legal! Realmente devemos utilizar de check up que nos ajudem a emagrecer rápido e com saúde. Abraço

    ResponderExcluir
  5. Eu não gosto de remédio para emagrecer, acho que é inútil, se engorda tudo depois. Mas difícil do que emagrecer é permanecer magro, o efeito sanfona é desanimador (odeio!).

    ResponderExcluir

Free Blog Template by June Lily
Real Time Analytics